Dicas financeiras atualizadas

Atenção! Consignado do Auxílio Brasil acaba de ser regulamentado pelo governo

O empréstimo consignado do Auxílio Brasil ganhou uma regulamentação especial nesta terça-feira (27); entenda quais serão as regras.

O governo federal publicou uma portaria especial para regulamentar o empréstimo consignado do Auxílio Brasil nesta terça-feira (27). Este é um passo decisivo para a liberação do crédito aos beneficiários do programa. Entenda melhor como isso vai funcionar a partir de agora.

- Publicidade -

O empréstimo consignado do Auxílio Brasil ganhou uma regulamentação especial nesta terça-feira (27); entenda quais serão as regras.
O empréstimo consignado do Auxílio Brasil ganhou uma regulamentação especial nesta terça-feira (27); entenda quais serão as regras – Agência Brasil/Editado.

Quais serão as regras para fazer empréstimo consignado do Auxílio Brasil

O portal empréstimo e crédito explicará cada uma das regras que o governo publicou sobre o consignado do auxílio Brasil nesta terça-feira. Entenda em detalhes o que mais importa saber a respeito do assunto.

1 – Consignado do Auxílio Brasil usará valor antigo

- Publicidade -

De acordo com a portaria, o empréstimo consignado do Auxílio Brasil vai comprometer até 40% do benefício com as parcelas. Porém, esse cálculo será feito em cima do valor de R$ 400 do auxílio e não dos R$ 600. Isso mostra que em 2023, o valor realmente voltará a ser o de antes.

Veja também: Virar MEI pode cancelar o Auxílio Brasil? Entenda

2 – Parcelas poderão ser de até R$ 160

Conforme explicado acima, as parcelas poderão comprometer até 40% do valor do benefício (R$ 400), ou seja, R$ 160 por parcela.

- Publicidade -

3 – Juros serão de até 3,5% ao mês

O governo também estabeleceu um teto para os juros do empréstimo do Auxílio Brasil, os quais não podem passar de 3,5% ao mês.

4 – Prazo de pagamento do consignado do Auxílio Brasil será de até 2 anos

Os beneficiários que aderirem ao consignado terão até 24 meses para pagar, ou seja, quase 2 anos.

- Publicidade -

5 – Bancos e instituições financeiras não poderão cobrar taxas extras

Estão proibidas as tacas de abertura de crédito (TACs) ou qualquer outro tipo de encargo que os bancos e instituições financeiras queiram cobrar a mais.

6 – Se o benefício for cancelado, o empréstimo terá que ser quitado pelo cidadão

Atenção! Se por algum motivo o beneficiário tiver o Auxílio Brasil cancelado, ele deverá arcar com todo o empréstimo de maneira autônoma. Isso quer dizer que o banco continuará a cobrança mesmo sem o recebimento do benefício.

Veja também: Auxílio Brasil: valor previsto de 2023 não paga cesta básica em nenhuma capital

7 – Dinheiro do consignado do Auxílio Brasil será liberado em até 2 dias

Depois de firmar o acordo com o banco, o beneficiário deverá receber o valor do empréstimo em consignação do Auxílio Brasil em até 2 dias úteis. A partir do quinto dia de contratação será possível adiantar o pagamento do contrato.

Contrato de empréstimo deverá sem claro para o beneficiário

Por fim, é importante notar que o contrato completo, com todas as condições e detalhes, deverá ser apresentado ao cliente no momento do acordo.

O beneficiário precisa ter ciência total sobre o que será descontado de sua conta e quanto irá pagar, com juros, para quitar o empréstimo empréstimo do Auxílio Brasil.

Comentários estão fechados.