Dicas financeiras atualizadas

Cuidado! Juros do cartão de crédito é o maior em 5 anos

Números batem recordes. Confira os novos valores para os juros do cartão de crédito informados neste mês pelo Banco Central.

Nesta quarta-feira (28) o Banco Central informou que a taxa de juros do cartão de  crédito subiu de 349,9% ao ano em julho para 398,4% ao ano em agosto. Isto quer dizer que temos a maior taxa desde agosto de 2017.

- Publicidade -

Segundo os analistas, esta linha de crédito é a que rende juros mais altos do mercado, portanto, precisa ser evitada. A recomendação é de que os clientes paguem todos os meses o valor total da fatura. 

Números batem recordes. Confira os novos valores para os juros do cartão de crédito informados neste mês pelo Banco Central.
Números batem recordes. Confira os novos valores para os juros do cartão de crédito informados neste mês pelo Banco Central.

Juros do cartão de crédito sobem pela elevação da Selic

A Selic se trata da taxa básica de juros da economia. Com o aumento desta taxa, o Banco Central tenta conter a disparada da inflação. Atualmente, a Selic encontra- se encontra em 13,75% ao ano, sendo o maior valor em relação aos últimos 6 anos.

- Publicidade -

Segundo o Banco Central, os juros bancários médios com recursos livres nas operações de pessoas físicas chegaram a 40,6% em agosto, sendo a menor taxa desde 2018. Além disso, este tipo de juro não inclui os setores habitacional, rural e o Banco Nacional de Desenvolvimento e Social (BNDES).

Sendo assim, a taxa de juros nas operações com empresas recuou 23,4% ao ano em juro para 22,8% ao ano, em agosto, ainda segundo as informações do Banco Central. Em relação às operações de pessoas físicas, os juros subiram de 53,4% ao ano em julho para 59,9% ao ano em agosto. 

Já no cheque especial de pessoas físicas a porcentagem foi de 127,4% ao ano, em julho, para 182,6%, ao ano, em agosto. Portanto, a maior taxa desde junho deste ano.

Veja também: Vantagens de fazer um cartão de crédito pré-pago

- Publicidade -

Crédito bancário

Conforme o Banco Central, o volume total do crédito bancário em mercado avançou 1,6% em agosto deste ano para R $5,06 trilhões. Segundo a instituição, entre as modalidades de crédito para a famílias, destacam-se:

  • cartão de crédito total (+2,4%);
  • crédito pessoal não consignado vinculado à composição de dívidas (+6,7%);
  • crédito pessoal não consignado (+1,3%);
  • crédito consignado para servidores públicos (+0,8%);
  • crédito consignado para aposentados e pensionistas do INSS (+1%).

Deste modo, em doze meses, o crescimento do volume total de crédito atingiu 16,8% em agosto. Para este ano, o Banco estima uma expansão de 119% no crédito bancário. Ou seja, os dados mostram que as concessões de novos créditos avançam em agosto, mesmo com a alta taxa de juros do cartão de crédito.

- Publicidade -

Veja também: Limpe seu nome até o final do ano: 8 dicas para sair das dívidas

Comentários estão fechados.