Dicas financeiras atualizadas

Projeto quer criar Pix com integração em mais de 60 países

Conheça o projeto Nexus para criação de um Pix internacional que pode abranger um série de nações pelo mundo.

Você gostaria de poder transferir dinheiro para o exterior com a mesma facilidade que faz isso em território nacional? Saiba que existe um projeto para aplicar o Pix fora do Brasil e pode realizar transações para até 60 países diferentes.

- Publicidade -

O Banco de Compensações Internacionais (BIS) está com andamento para o projeto Nexus, que tem como objetivo a criação de um Pix Internacional, permitindo a conexão de vários países com a plataforma brasileira. O projeto seria uma revolução grande no mercado financeiro, tendo a capacidade de transformar moedas de modo instantâneo e quebrar fronteiras geográficas rapidamente.

Conheça o projeto Nexus para criação de um Pix internacional que pode abranger um série de nações pelo mundo.
Conheça o projeto Nexus para criação de um Pix internacional que pode abranger um série de nações pelo mundo.

Como vai funcionar o Pix internacional proposto pelo BIS?

Nas próprias palavras do BIS, o projeto Nexus de criação do Pix “sem fronteiras” “torna mais fácil a conexão de um sistema de pagamento instantâneo a outro além das fronteiras”. Isso quer dizer que ele deve substituir o atual sistema de transferências de dinheiro que se enquadram na modalidade de vários países. Assim, seria possível eliminar um monte de taxas e simplificar o processo em apenas uma plataforma familiar.

- Publicidade -

Veja também: Como pagar Pix com cartão de crédito no Nubank; passo a passo

O projeto do Pix internacional encontra-se atualmente em fase de testes, mas segue em andamento acelerado. Já é possível realizar transferências para Malásia, Itália e Cingapura, por exemplo. No entanto, não existe uma previsão real para que a ferramenta seja implantada em caráter definitivo.

De acordo com as informações mais recentes, o projeto piloto deve entrar no ar logo no início do próximo ano, ou seja, em 2023. Com isso, novos países vão entrar para a plataforma de modo gradual.

A grande barreira para a implantação mais rápida se encontra nas divergências de plataformas já utilizadas em outros países. É preciso trabalhar no procedimento de integração segura, o qual vem sendo estudado sistematicamente.

- Publicidade -

Onde mais existe Pix além do Brasil?

O Pix, propriamente dito, não existe em nenhum outro lugar do mundo, apenas no Brasil. No entanto, alguns países contam com recursos similares; tais como:

  • Reino Unido (Faster Payments, que existe há mais de 10 anos);
  • Austrália (New Payments Platform);
  • China (Internet Banking Payment System);
  • Índia (Immediate Payment Service, que é parecido com a TED que temos no Brasil);
  • Estados Unidos (FedNow, em fase de testes),

Veja também: Promoção vai pagar clientes por Pix para cada gol do Brasil na Copa

- Publicidade -

Comentários estão fechados.