Dicas financeiras atualizadas

Último lote de restituição do IR liberado! Você caiu na malha fina?

Entenda o que deve ser feito se você é uma das mais de 1 milhão de pessoas que caíram na malha fina da Receita Federal.

Desde às 10h desta sexta-feira (23), o contribuinte que entregou a Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física de 2022 (ano-base 2021) pode acertar as contas com o Leão. Nesse horário, a Receita Federal liberou a consulta ao quinto e último lote de restituição deste ano. O lote também contempla restituições residuais de anos anteriores. O problema é que se o seu dinheiro não está previsto na lista, é porque caiu na malha fina.

- Publicidade -

Entenda o que deve ser feito se você é uma das mais de 1 milhão de pessoas que caíram na malha fina da Receita Federal.
Entenda o que deve ser feito se você é uma das mais de 1 milhão de pessoas que caíram na malha fina da Receita Federal.

De acordo com a Receita Federal, mais de 1 milhão de contribuintes foram parar na malha fina em 2022. O número é relativamente baixo, já que representa cerca de 2,7% do total de 38,18 milhões declarações enviadas para o sistema.

Ao mesmo tempo, o montante é 18% maior do que o número de pessoas na malha fina do ano passado.

O que fazer se a sua declaração foi parar na malha fina da Receita?

- Publicidade -

Primeiramente, saiba que “malha fina” é o termo utilizado para as declarações que apresentaram divergências. O contribuinte pode ter errado alguma informação ou ter fraudado os dados. Seja qual for o motivo, houve algum erro e ele precisa ser retificado.

Confira os principais motivos que geram problemas, de acordo com o Fisco:

  • 41,9% – Omissão de rendimentos sujeitos ao ajuste anual de titulares e dependentes declarados;
  • 28,6% – Deduções da base de cálculo, sendo as despesas médicas, o principal motivo;
  • 21,9% – Divergências no valor entre o que consta na declaração da fonte pagadora e o que foi declarado;
  • 7,6% – Outros erros motivados por deduções do imposto devido, recebimento de rendimentos acumulados e/ou divergência de informação sobre pagamento de carnê-leão e/ ou imposto complementar.

Se a sua declaração caiu na malha fina, vá até uma agência da Receita na sua região para regularizar as pendências.

- Publicidade -

Veja também: Governo corta R$ 2,6 bi: como fica o consignado do Auxílio Brasil?

Como consultar a restituição do Imposto de Renda com a Receita

A consulta pode ser feita na página da Receita Federal da internet – www.gov.br/receitafederal. Basta o contribuinte clicar no campo “Meu Imposto de Renda” e, em seguida, “Consultar Restituição”. A consulta também pode ser feita no aplicativo Meu Imposto de Renda, disponível para os smartphones dos sistemas Android e iOS.

Como este é o último lote regular do ano, quem não estiver na lista de restituição caiu na malha fina. Nesse caso, é preciso entrar no Centro Virtual de Atendimento da Receita Federal (e-CAC) e verificar as pendências. Em seguida, o contribuinte deverá enviar uma declaração retificadora e esperar os próximos lotes residuais, destinados a quem resolveu a situação com o Fisco.

- Publicidade -

Veja também: Você sabia? Existe um benefício para mães de R$ 250 por mês

Comentários estão fechados.